(45) 3277 2722 // 3252 5991
Avenida Egydio Geronymo Munaretto, 3601
Jd. Panorama - CEP 85910-320 - Toledo - PR

A ordenha pode ser feita de forma manual ou mecânica. É uma prática que exige cuidados.  Dependendo de como é executada pode proporcionar mais lucratividade ao produtor. Algumas práticas são de extrema importância para garantir um leite de qualidade.

As vacas devem ser ordenhadas pelo menos duas vezes ao dia. Uma vez a cada 12 horas. Os cuidados com higiene devem ser levados em consideração para evitar doenças. 

Os tetos das vacas devem estar limpos e secos e o ambiente deve estar asseado. Os tetos devem ser limpos com água corrente e de boa qualidade e preferencialmente tratada com hipoclorito de sódio.

Secar os tetos com papel-toalha descartável. Tetos molhados prejudicam a qualidade do leite, pois ocorre o transporte de bactérias e resíduos de desinfetantes. 

A ordenha deve ser contínua, e qualquer interrupção causa queda na produção, podendo prejudicar o animal caso as interrupções sejam frequentes, porque este leite ficará acumulado na glândula mamária servindo de meio de cultura para o desenvolvimento de bactérias patogênicas causadoras de mamites.

Ao término da ordenha os tetos devem ser desinfetados com produtos à base de clorexidina, iodo ou conforme orientação técnica. O local da ordenha também deve ser imediatamente limpo e desinfetado.

É na fase da ordenha que a vaca dará o retorno esperado pelo produtor. Uma boa ordenha proporciona muitos benefícios, por isso é de extrema importância.