(45) 3277 2722 // 3252 5991
Avenida Egydio Geronymo Munaretto, 3601
Jd. Panorama - CEP 85910-320 - Toledo - PR

O sorvete existe há mais de 3.000 anos.  Sua origem é polêmica, mas dizem que os chineses costumavam preparar uma pasta de leite de arroz misturada à neve parecida com a conhecida raspadinha.

Para se refrescar do calor, os persas tomavam um sumo de frutas bem doce e gelado. E foi Marco Polo, o explorador veneziano, que levou o gelado do Oriente para a Itália em 1292. Aí essa delícia ganhou o mundo.

A primeira produção de sorvete em escala industrial ocorreu nos Estados Unidos há 40 anos. Hoje, no mundo todo, quem mais fabrica sorvetes são os norte-americanos.

Já no Brasil, a primeira sorveteria nasceu em 1834, quando um navio americano aportou no Rio de Janeiro com 270 toneladas de gelo. Dois comerciantes compraram o carregamento e passaram a vender sorvetes de frutas. Na época não havia como conservar o sorvete gelado, por isso ele tinha que ser consumido logo após o preparo. As sorveterias anunciavam a hora certa de tomar o sorvete.

A distribuição em escala industrial  do sorvete no Brasil só aconteceu a partir de julho de 1941, quando, nos galpões alugados da falida fábrica de sorvetes Gato Preto, na cidade do Rio de Janeiro, foi fundada a U.S. Harkson do Brasil, a primeira indústria brasileira de sorvete. Contava com 50 carrinhos, quatro conservadoras e sete funcionários. Seu primeiro lançamento, em 1942, foi o Eski-bon, seguido pelo Chicabon. Seus formatos e embalagens são revolucionários para a época. Dezoito anos mais tarde, a Harkson mudou seu nome para Kibon.