(45) 3277 2722 // 3252 5991
Avenida Egydio Geronymo Munaretto, 3601
Jd. Panorama - CEP 85910-320 - Toledo - PR

As vacas que produzem leite orgânico são criadas livres em todo o ciclo de vida e sua alimentação deve ter procedência orgânica. Não é permitido nenhum tipo de medicação alopática, suplementação ou adubação química. Além disso, tal trabalho recebe um selo de qualidade, certificado por uma credenciadora idônea, que realiza uma auditoria na propriedade, constatando se suas normas estão sendo cumpridas.

Na propriedade onde se produz esse leite, tudo deve funcionar de forma integrada, pois sua produção depende das pastagens, da água, da preservação das matas, do esterco do animal bem como do trabalho humano entre outros aspectos. Essa integração se faz ao nutrirmos o solo com esterco animal e vegetal, por meio da compostagem e/ou adubação verde. Por fim, a nutrição dos animais é feita por meio dos vegetais produzidos nesse esterco.
Devemos frisar também que cada organismo (propriedade orgânica) é único e as adaptações às normas da credenciadora devem ser adaptadas às condições da propriedade. Daí as soluções de uma propriedade não serem as soluções para outra. Como a produção de leite orgânico trata-se de uma tecnologia de processos, a produção do leite, economicamente correta, basea-se em determinados fatores. São eles:
- ênfase no gerenciamento;
- baixa necessidade de investimentos;
- respeito ao bem-estar do animal.
Como consequência, esse tipo de produção está conquistando espaço por meio:
- da preferência do consumidor;
- da preservação ambiental;
- da redenção econômica do produtor.

Produtor orgânico
Para obter sucesso na produção de leite orgânico, o produtor deve ser agricultor, criador e administrador. Seguindo essa tríade, ele deve plantar a alimentação dos animais dentro das normas estabelecidas; cuidar, zelar, observar e até se envolver amistosamente com os animais (como seres a serem protegidos) e , por fim, administrar a economia desta propriedade.
Com o intuito de obter sucesso em seu empreendimento, o produtor orgânico deve seguir algumas metas muito importantes:
- diminuir os custos de produção;
- aumentar o seu controle sobre o processo administrativo;
- aumentar a receita por meio da melhoria da qualidade dos produtos;
- aumentar a eficiência do processo produtivo;
- aumentar a rentabilidade da atividade rural.
Por fim, no sistema orgânico de produção de leite, a principal meta é produzir alimentos saudáveis, de elevado valor nutricional e isentos de contaminantes, preservando a biodiversidade em que se insere o sistema produtivo. Para que isso se concretize, faz-se necessário adotar práticas de produção menos agressivas, que otimizem o uso de recursos naturais, tendo por objetivo a auto-sustentação bem como a alta qualidade do produto final.

Mais detalhes no link www.cpt.com.br.