(45) 3277 2722 // 3252 5991
Avenida Egydio Geronymo Munaretto, 3601
Jd. Panorama - CEP 85910-320 - Toledo - PR
Rodrigo de Almeida, médico veterinário, doutor em produção animal e professor da UFPR (Universidade Federal do Paraná) proferiu uma palestra  no Show Pecuário 2017 realizado em Cascavel no final de julho, sobre o período de transição e seus benefícios para a pecuária leiteira. 
A adoção de algumas práticas ajuda a aumentar a produtividade durante a lactação e evitar hipocalcemia nos animais. O período de transição é conhecido como periparto, englobando as três semanas antes do parto e as três após. Embora seja curto, ele é um momento bastante delicado para o animal.
“Durante essas semanas, é necessário que os pecuaristas de leite garantam mais conforto, saúde e uma boa nutrição. As atitudes mais cuidadosas refletem positivamente na lactação e num retorno reprodutivo mais precoce”, explicou Rodrigo.
Segundo ele, boa parte dos criadores dedica toda sua atenção às vacas em lactação, que são as garantidoras dos recursos da propriedade. No entanto, é preciso mudar essa postura. “Antes do parto, a estratégia recomendada é fornecer às vacas uma dieta aniônica, que ajuda a prevenir hipocalcemia, desencadeadora de diversas doenças”, informou. Após o parto, Rodrigo orientou os presentes a garantir a tranquilidade do animal, com menos competição nos cochos, sombreamento e diminuição do estresse dos animais. As vacas devem ficar separadas dos demais de 15 a 20 dias.
O objetivo da palestra, segundo o professor Rodrigo, foi convencer os produtores de leite de pequeno e médio porte a adotar essas práticas, comuns nos criadores de grande porte. “Não importa o tamanho do rebanho. Esse período é delicado para todas as vacas e merece atenção especial”.